quinta-feira, 14 de julho de 2016

Incêndio na M.M. Ainda não foi Controlado

            

Durante toda a manhã e início da tarde de ontem (13), agentes do Instituto Chico Mendes (ICMBio) e do Corpo de Bombeiros, trabalhavam na área de proteção ambiental no Morin. 

Na mata, pelo menos 40 homens e um helicóptero dos Bombeiros atuavam na tentativa de extinção das chamas. 

Um balão, solto na noite da última segunda-feira (11), teria provocado a queimada. A transmissão da InterTV Serramar afiliada da Rede Globo, foi interrompida. As chamas teriam atingido os cabos de uma torre de transmissão da emissora.


Assim como na última terça-feira (12), os agentes do ICMBio deram início à atuação por volta das 6h. Estes trabalhavam em terra e com o auxílio aéreo da aeronave. 

Segundo o analista ambiental do Instituto Chico Mendes Leonardo Martins Gomes, o trabalho de combate era difícil, devido à densa vegetação e o acesso ruim.

O trabalho é lento e bastante complexo de executar. O material que está queimando é um material de turfa (de alta combustão). Esses focos serão combatidos lentamente ao longo do dia e a gente pretende, pelo menos, controlar a situação hoje (ontem) – disse.

Além dos Brigadistas do ICMBio, equipes da emissora Inter TV também estavam no local avaliando os danos causados aos equipamentos. A torre de transmissão teve parte do cabeamento atingida pelas chamas. 

Segundo informações do portal da afiliada, o supervisor técnico Ricardo Aguiar informou que a parte elétrica foi completamente destruída, deixando os assinantes da Tech Cable e o sinal da TV aberta fora do ar.

Ainda segundo informações do portal da emissora, a previsão era de que as imagens fossem restabelecidas ainda ontem (13), para os assinantes da Tech Cable. Apesar disso, não existia previsão de quando o sinal para as televisões abertas seriam restabelecidos.

O problema atinge apenas o sinal em Petrópolis. Nenhuma outra cidade da serra foi afetada - esclareceu o técnico, acrescentando que o primeiro passo é restabelecer o transmissor do sinal analógico e em seguida o digital (sinal HD).

* Disque denúncia: 


Em Petrópolis, desde janeiro deste ano, apenas três denúncia sobre queimadas foram relatadas ao Linha Verde, Projeto do Disque Denúncia, exclusivo para crimes ambientais. 

O contato pode ser feito pelo 0300-253-1177 ao custo de uma ligação local. A denúncia é realizada de forma anônima.

Desde abril, a campanha "Disque Balão" também solicita que a população denuncie locais de fabricação, comercialização e soltura de balões, além de grupos de baloeiros.

Vale ressaltar que, de acordo com o Artigo 42° da Lei de Crimes Ambientais, "fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano é crime e tem como pena, detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.” A polícia investiga o caso para tentar chegar ao autor do crime.




Por hoje é só! Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões. Vejo Vocês em Breve. Até........










Referências:
http://diariodepetropolis.com.br/integra/incendio-na-mata-do-morin-ainda-nao-foi-controlado-95000