quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Defesa Civil de Petrópolis Instala Pluviômetro em Escola no Contorno


Defesa Civil instala pluviômetro em escola no Contorno
A comunidade do Contorno recebeu, nesta terça-feira (24/02), um pluviômetro semiautomático, para o monitoramento das chuvas. 
O equipamento foi instalado pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil na Escola Municipal Leonardo Boff, na BR-040, km 81,5, sentido Rio. 
Além de permitir à Defesa Civil um acompanhamento mais preciso da intensidade das chuvas no município, o pluviômetro será utilizado também para atividades educativas na escola, com os professores debatendo com os alunos as consequências das chuvas, a prevenção de desastres naturais e o funcionamento do equipamento.
A diretora da escola, Angélica Domingas, afirmou que irá orientar os professores a trabalhar o pluviômetro com os alunos, debatendo a questão das chuvas com profundidade. 
“O histórico que Petrópolis tem com as chuvas faz parte da história dessas crianças. Sempre alguém da família fala para elas sobre deslizamentos que houve tempos atrás. 
Então, esse equipamento será um instrumento para trabalhar a questão das chuvas com alunos, gerando um debate em toda a sua complexidade, envolvendo a importância do saneamento básico, da habitação, de se jogar lixo no local correto. 
Os deslizamentos podem acontecer mesmo onde não houve ação humana, mas essa ação humana acelera o processo”, disse a diretora.
Com esse, já são 71 pluviômetros automáticos e semiautomáticos em todo município. Desses, 45 foram instalados pela Prefeitura desde 2013. 
Com essa rede de pluviômetros cada vez maior, a Secretaria de Proteção e Defesa Civil pode otimizar a resposta a chuvas fortes, podendo tomar decisões com rapidez, já que sabe em tempo real quanto está chovendo em cada ponto.
“Estamos com uma rede extensa de pluviômetros automáticos e semiautomáticos no município, em diversos bairros. Petrópolis vem avançando muito nesse sentido. 
Conseguimos esses 45 equipamentos do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), e mais 13 serão instalados nas próximas semanas”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.
O pluviômetro semiautomático depende de uma pessoa para ler os dados apontados no viso e repassá-los para a Defesa Civil. 
Já os automáticos transferem essas informações diretamente para a internet. 
No pátio da escola, o pluviômetro, que funciona por bateria, recebe a água das chuvas. Em uma parte coberta da escola, um visor digital informará aos alunos e funcionários em tempo real, sem que eles precisem se molhar, quanto está chovendo e o acumulado nos intervalos de uma hora, quatro, 24, 48, 72 e 96 horas. 
Como acontece com os pluviômetros semiautomáticos já instalados no município, a Defesa Civil entrará em contato com a diretora Angélica, quando chover forte, para saber o índice pluviométrico da comunidade do Contorno.
Por Hoje, é Só! Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões.



Referências:
http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/3107-defesa-civil-instala-pluvi%C3%B4metro-em-escola-no-contorno
http://www.petropolis.rj.gov.br/dfc/
https://www.facebook.com/defesacivilpetropolis