domingo, 24 de janeiro de 2016

Boletim da Defesa Civil de Petrópolis (23/01/2016 – 11h30)

            
A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que já são 904 ocorrências registradas pelo telefone 199 desde sexta-feira (15/1), entre deslizamentos, inundações, alagamentos e pedidos de vistoria preventiva. Não houve vítimas ou feridos. 
São 161 imóveis interditados por técnicos da Defesa Civil, por não oferecerem segurança para os moradores. 
São 181 famílias desalojadas – 606 pessoas, que estão na casa de parentes.
OBSERVAÇÃO: 

* De acordo com a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC), o "Desalojado" é uma pessoa que saiu de sua casa (não necessariamente perdeu a mesma) e não está em abrigo público. Está na casa de parentes ou amigos.

* Já o "Desabrigado" perdeu a sua unidade de habitação e está num abrigo público.


O Município está em situação de emergência, como Decretou o Prefeito Rubens Bomtempo na noite de terça-feira (19/1), devido à quantidade de ocorrências e à previsão que as chuvas continuem até domingo. 
O índice pluviométrico mais alto registrado foi no Vila Felipe, onde choveu 55 milímetros nas últimas 24 horas. A Defesa Civil opera no estágio de atenção.
A Prefeitura destaca que o Centro Histórico e a rota turística da cidade não foram atingidos pelas consequências das fortes chuvas dos últimos dias. Pontos turísticos funcionam normalmente.
A Prefeitura trabalha diariamente, incluindo fins de semana, para devolver a normalidade ao Município: 
* Máquinas e funcionários da Secretaria de Obras e a Comdep na desobstrução e limpeza de vias; 
* Técnicos, engenheiros, geólogos e arquitetos de toda Prefeitura vistoriando os imóveis de todas as ocorrências registradas na Defesa Civil; e 
* Equipes da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) no atendimento social às famílias atingidas pelas chuvas.
Há Vias Interrompidas por conta dos Deslizamentos. São Elas:
* Cândido Portinari (103); 
* Alto da Derrubada (122/137); 
* Rua das Três Pedras – Santa Isabel (470); 
* Fragoso (520; e Santo Antônio – Posse (717). 
Já a linha Posse dos Coqueiros - Fagundes (707) opera por meio de baldeação. 
As linhas com alteração de itinerário e ponto final são: 
* Roseiral (516); 
* Vista Alegre – Araras (622); e a 
* Albertos-Jurity.
No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terrenoo morador deve ligar para a Defesa Civilpelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. 
Observação: 
*A Ligação e o Serviço São Gratuitos*
Por hoje é só! Espero vocês no Próximo Post. Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões. Vejo Vocês em Breve. Até........







Referências:
http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/4259-boletim-da-defesa-civil-23-01-2016-%C2%96-11h30
http://www.petropolis.rj.gov.br/dfc/
https://www.facebook.com/defesacivilpetropolis