terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Conhecendo a C.R Segundo a instrução Normativa n° 1 de 24/012

            
            Resultado de imagem para documentos

Sabemos que durante nossa vida lidamos diariamente com os riscos, e por isso é de suma importância conhecê-los para uma melhor compreensão dos mesmos, seguindo como base a Instrução Normativa n° 1, de 24  de agosto de 2012, iremos listar a Classificação dos Riscos em 6 tópicos, São eles:

GEOLÓGICOS: 


A Título de curiosidade, a Palavra Geologia vem do grego (Geo = terra + logos = palavra, razão),  é a ciência que estuda a Terra, sua composição, estrutura, propriedades físicas, história e os processos que lhe dão forma.

O Risco geológico corresponde à probabilidade de um acontecimento perigoso, associado aos fenômenos geológicos que fazem parte do funcionamento normal do planeta Terra, ocorrer numa determinada área num dado momento. Este tipo de risco natural pode ter impacto negativo na sociedade, causando danos humanos e materiais.

Temos como exemplo:

* Deslizamentos, rolamentos, quedas de terra ou pedras e também erosão.

O conhecimento dos riscos geológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.


HIDROLÓGICOS:



A Título de curiosidade, a Palavra Hidrologia vem do grego (Hidro = água + logos = estudo), é a ciência que estuda a ocorrência, distribuição e movimentação da água no planeta Terra.

O Risco Hidrológico corresponde à probabilidade de um acontecimento perigoso, associado aos fenômenos hidrológicos que fazem parte do funcionamento normal do planeta Terra, ocorrer numa determinada área num dado momento. Este tipo de risco natural pode ter impacto negativo na sociedade, causando danos humanos e materiais.

Temos como exemplo:

* Inundações, enxurradas e alagamentos, seja em decorrência das chuvas ou por rompimento de barragens, entre outros.

O conhecimento dos riscos hidrológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.

METEREOLÓGICOS:



A Título de curiosidade, a Palavra Meteorologia vem do grego (Meteoros = elevado no ar + logos = estudo), é a ciência que estuda a atmosfera terrestre. Seus aspectos mais tradicionais e conhecidos são a previsão do tempo e a climatologia.

O Risco Metereológico corresponde à probabilidade de um acontecimento perigoso, associado aos fenômenos metereológicos que fazem parte do funcionamento normal do planeta Terra, ocorrer numa determinada área num dado momento. Este tipo de risco natural pode ter impacto negativo na sociedade, causando danos humanos e materiais.

Temos como exemplo:

* Tempestades, temperaturas extremas, como onda de calor ou frio, frentes frias e zonas de convergência, tempestade de raios, granizo, chuvas intensas, vendavais entre outros.

O conhecimento dos riscos metereológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.

CLIMATOLÓGICOS:



A Climatologia é um ramo das Ciências naturais que é estudado tanto pela geografia, quanto pela meteorologia.

O Risco climático é o possível impacto negativo que um evento pode causar a um bem, sociedade ou ecossistema. Ele não é necessariamente causado apenas pelas mudanças climáticas, pode estar também associado a outros aspectos como urbanização.

Temos como exemplo:

* Estiagem, seca, incêndio florestal, baixa umidade do ar entre outros.

O conhecimento dos riscos climatológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.



BIOLÓGICOS: 


A Título de curiosidade, a Palavra Biologia vem do grego (Bios = vida + logos = estudo), é a ciência que estuda os seres vivos. 


Debruça a origem, evolução, o funcionamento dinâmico dos organismos desde uma escala molecular subcelular até o nível populacional e interacional, tanto intraespecífica quanto interespecificamente, bem como a interação da vida com seu ambiente físico-químico.

O Risco Biológico é um organismo, ou substância oriunda de um organismo que traz alguma ameaça (principalmente) à saúde humana.

Temos como exemplo:

* Epidemias, infestações e pragas, doenças infecciosas virais, bacterianas, parasíticas ou fúngicas e infestações de animais.

O conhecimento dos riscos biológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.


TECNOLÓGICOS:


A Título de curiosidade, a Palavra Tecnologia vem do grego (Tecnica, arte, ofício + estudo), é um termo que envolve o conhecimento técnico e científico e a aplicação deste conhecimento através de sua transformação no uso de ferramentas, processos e materiais criados e/ou utilizados a partir de tal conhecimento.

Os riscos tecnológicos são causados em sua grande maioria pelo homem.

Temos como exemplo:

* Desastres com substâncias radioativas ou produtos perigosos, incêndios urbanos, colapsos civis (queda de edificações ou parte delas ) e acidentes com transporte rodoviários e urbanos.

O conhecimento dos riscos tecnológicos contribui para o desenvolvimento de métodos de previsão, identificação de acontecimentos precursores e para o estabelecimento de medidas de prevenção, proteção civil, que permitem minimizar as consequências negativas, nomeadamente no que se refere à perda de vidas humanas.

Sendo assim, de suma importância o conhecimento dessa Instrução Normativa e sua respectiva Classificação do Risco, para que através delas possamos minimizar os acidentes.

Por hoje é só! Espero vocês no Próximo Post. Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões. Vejo Vocês em Breve. Até........









Referências:
http://www.mi.gov.br/documents/10157/3776390/Instru_Normativa_01.pdf/8634a6e3-78cc-422a-aa1d-7312ce7f1055
http://www.infopedia.pt/$riscos-geologicos
http://www.brasil.gov.br/observatoriodaschuvas/mapeamento/risco-geologico.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hidrologia
http://fisica.ufpr.br/grimm/aposmeteo/cap1/cap1-1.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Meteorologia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Biologia
http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/lab_virtual/riscos_biologicos.html