domingo, 15 de março de 2015

Entendendo Alguns Tipos de Obras para Prevenção de Desastres

            Resultado de imagem para OBRAS DE CONTENCAO DE ENCOSTAS

Obras de contenção de encostas


Os empreendimentos de contenção de encostas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) objetivam a estabilização de encostas em áreas classificadas como de alto e muito alto risco.
Como funciona
Para as seleções de empreendimentos do PAC procurou-se identificar as regiões brasileiras mais críticas a desastres provenientes de:
* Enxurradas, Inundações e Deslizamentos. 
A principal fonte de informações utilizada foi a Base de Dados de Registros de Eventos Naturais Críticos da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional (SEDEC/MI) e que contém as informações das Guias de Notificação de Eventos Naturais Extremos notificadas para efeito de reconhecimento de Estados de Emergência ou de Calamidade Públicas pelos Governos Municipais e Estaduais, no período de Janeiro de 1991 a Dezembro de 2010.

Obras de drenagem


Os empreendimentos de drenagem do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) objetivam o controle de inundações e das enxurradas em áreas recorrentemente afetadas.
Eles são compostos, principalmente, pela:
* Construção de Reservatórios de Detenção, Canalização de Córregos, Galerias Pluviais, Desassoreamento de Rios, Construção de Parques Fluviais e recuperação ambiental de Áreas de Risco.
Como funciona
Para as seleções de empreendimentos do PAC procurou-se identificar as regiões brasileiras mais críticas a desastres provenientes de:
* Enxurradas, Inundações e Deslizamentos. 
A principal fonte de informações utilizada foi a Base de Dados de Registros de Eventos Naturais Críticos da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional (SEDEC/MI) e que contém as informações das Guias de Notificação de Eventos Naturais Extremos notificadas para efeito de reconhecimento de Estados de Emergência ou de Calamidade Públicas pelos Governos Municipais e Estaduais, no período de Janeiro de 1991 a Dezembro de 2010.

Obras de barragem


Os empreendimentos de contenção de cheias do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) objetivam principalmente a regularização da vazão em cursos d’água com a finalidade de minimizar as inundações em áreas recorrentemente afetadas. 
Já os empreendimentos de controle de erosão fluvial objetivam a minimizar os problemas de “terras caídas”. 
Este fenômeno é característico da bacia amazônica em períodos de vazante dos rios, sobretudo na calha dos rios Solimões e Amazonas, e afeta diretamente as populações ribeirinhas.
As ações constituem-se principalmente em:
* Construção de Barragens, Diques, Estruturas extravasoras, revestimento das Margens de Rios, Contenção de Erosão Fluvial e ainda a Elaboração de Plano Diretor de Drenagem e Estudos Hidráulicos e Hidrológicos que subsidiarão futuras obras.
Como funciona
Para as seleções de empreendimentos do PAC procurou-se identificar as regiões brasileiras mais críticas a desastres provenientes de:
* Enxurradas, Inundações e Deslizamentos. 
A principal fonte de informações utilizada foi a Base de Dados de Registros de Eventos Naturais Críticos da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional (SEDEC/MI) e que contém as informações das Guias de Notificação de Eventos Naturais Extremos notificadas para efeito de reconhecimento de Estados de Emergência ou de Calamidade Públicas pelos Governos Municipais e Estaduais, no período de Janeiro de 1991 a Dezembro de 2010.

Por Hoje, é Só! Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões.









Referências:
http://www.brasil.gov.br/observatoriodaschuvas/prevencao/obras-contencao-encostas.html