terça-feira, 17 de março de 2015

Japão Sedia a III Conferência de Prevenção de Desastres

              Resultado de imagem para III Conferência Mundial das Nações Unidas sobre a Redução do Risco de Desastres

A III Conferência Mundial das Nações Unidas sobre a Redução do Risco de Desastres começou neste sábado na cidade japonesa de Sendai, com a presença de líderes e ministros de mais de 150 países.
Mais de cinco mil dirigentes participam do encontro, que ocorrerá do dia 14/03/015  até o dia 18/03/015, para estabelecer um novo plano de atuação a fim de diminuir o impacto dos desastres naturais, em substituição ao plano de ação de Hyogo que cobriu os últimos dez anos.
Os Objetivos Principais são:
* Reduzir o Prejuízo nas Infraestruturas, Aumentar o Número de Países com Estratégias Focadas em Atenuar os Efeitos Destes Fenômenos e Melhorar as Ajudas Econômicas para os Países em Desenvolvimento, já que 90% das Vítimas de Desastres pertencem a estes Países.
Para que a proteção seja efetiva, devemos "ajudar os mais pobres a terem acesso a esses meios", disse hoje o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, durante a cerimônia de abertura, que contou com a presença do imperador Akihito e da imperatriz Michiko.
Ban disse que a prevenção "é de interesse de todos" e expressou seu desejo de fazer deste encontro um "sucesso por todas as vítimas destes desastres".
Cerca de 1,2 milhão de pessoas morreram e 2,9 bilhões foram afetadas por desastres entre 2000 e 2012, segundo dados da ONU, que estimou que estes fenômenos causaram danos econômicos no valor de US$ 1,7 trilhões nesse período.
A expectativa é que novo plano, cujas conclusões serão expostas dia 18, estabeleça objetivos numéricos pela primeira vez para reduzir o número de vítimas e as perdas econômicas, para que os progressos possam ser avaliados de forma mais eficaz.
Desastres frequentes:
"O Japão, país anfitrião, sofre com desastres frequentes, e por isso gastamos muito tempo trabalhando na prevenção de riscos", disse o primeiro-ministro, Shinzo Abe.
Abe destacou que o país espera compartilhar as lições aprendidas após o terremoto, o tsunami e o acidente nuclear de 2011, e ampliar a parceria internacional para lutar contra estas situações.
O Chefe do Executivo japonês anunciou que oferecerá US$ 4 bilhões em ajuda internacional para melhorar a gestão de desastres até 2018, e antecipou os planos de Tóquio para ajudar a treinar 40 mil especialistas de todo o mundo na prevenção de desastres e de reconstrução.
O Governo japonês acrescentou que a cooperação internacional na prevenção de desastres ajudaria o mundo a se adaptar aos efeitos da mudança climática - tema que será amplamente debatido na conferência, e os possíveis desastres naturais que ela provoca.
Durante os Cinco Dias da Conferência, paralelamente às sessões plenárias, haverá mais de 30 sessões de trabalho, e reuniões de alto nível que cobrirão uma ampla gama de temas sobre desastres, e cerca de 350 simpósios e seminários promovidos por organizações não-governamentais.
O Japão Recebeu as Três Conferências Sobre Desastres Realizadas pela ONU.
* A Primeira aconteceu em Yokohama em 1994, a segunda em Kobe em 2005 e agora em Sendai, uma das Cidades afetadas pelo Terremoto e pelo Tsunami de 2011.
Por Hoje, é Só! Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões.









Referências:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/03/mais-de-150-paises-se-reunem-no-japao-para-criar-plano-para-desastres.html
http://noticias.r7.com/internacional/comeca-no-japao-iii-conferencia-de-prevencao-de-desastres-da-onu-14032015
http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=812067&tm=7&layout=121&visual=49
http://www.unisdr.org/archive/43017