domingo, 21 de setembro de 2014

Primeira Fase do PAC das Encostas Será Concluída Ainda Neste Ano


Primeira fase do PAC das Encostas será concluída ainda neste ano
Petrópolis Vai Começar o Próximo Verão Mais Segura: a Prefeitura Conclui, Ainda Neste Ano, a Primeira Fase do PAC das Encostas, Que Garante Cinco Grandes Obras de Contenção de Encostas:
* No Vale do Carangola; Rua Nova, na 24 de Maio; Rua Casemiro de Abreu, no Centro; Rua Alexandre Fleming, no São Sebastião; e Rua Henrique Paixão, no Floresta.
As Cinco Intervenções, Iniciadas Pelo Governo Municipal no fim de 2013, Já Estão em Fase Final, Dependendo Apenas Que os Repasses Federais Continuem Sendo realizados Dentro dos Prazos Previstos.
As Obras Fazem Parte do Maior Pacote de Obras de Prevenção a Desastres em Conseqüência das Chuvas, Já Realizado na História da Cidade. São Mais R$ 60 Milhões em Investimentos em 14 Contenções.
Os Recursos São Provenientes de Uma Parceria Entre Ministério das Cidades, Prefeitura e Caixa Econômica Federal (CEF). 
O Projeto e os Locais Escolhidos Tiveram Como Base o Plano Municipal de Redução de Riscos, Elaborado pela Prefeitura em 2007, no segundo Governo do Prefeito Rubens Bomtempo. 
O Documento Apontou as Áreas Com Maior Risco de Deslizamentos no Município.
“Desde que assumimos a Prefeitura, em janeiro de 2013, Avançamos Muito na Prevenção de Desastres das Chuvas, Com a Criação da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, em Nova Sede, Mais Estrutura e Mais Servidores.
Capacitamos Mais de 500 Voluntários de Defesa Civil em 54 Comunidades e Passamos a Realizar Testes Mensais das Sirenes.
Agora, Petrópolis Dá Mais Um Gigantesco Salto na Prevenção de Desastres das Chuvas.
O PAC das Encostas Traz Obras Com Tecnologia de Ponta, Barreiras Dinâmicas Vindas da Suíça.
São 14 Pontos onde havia Alto Risco de Deslizamentos. Com as obras, Estamos Devolvendo a Segurança aos Moradores Dessas Áreas”, disse o Prefeito Rubens Bomtempo.
Para a Liberação dos Recursos do PAC Encostas Foi Exigida do Município:
* A Apresentação de Diversos Documentos e Projetos Confirmando a Necessidade das Obras Para a Estabilização das Áreas Identificadas Como Críticas.
No Início de 2013, a Prefeitura Comprovou, Por Meio de Laudos, Relatórios e Projetos, a Real Necessidade das Contenções. 
No Fim de 2013, as Obras das 14 Localidades Contempladas Pelo Convênio Estavam Licitadas, e a Prefeitura, então, Deu Início à Mobilização para as Obras da Primeira Fase do PAC Encostas.
“As obras não são resposta a desastres, e sim de prevenção”, lembra o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão. As intervenções prevêem cortinas atirantadas; barreira contra queda de rochas; barreiras contra deslizamentos superficiais; drenagens, com escada hidráulica, canaletas e tubulações; barreiras dinâmicas contra fluxo de detritos; entre outras ações.
“As Barreiras Dinâmicas, que estão sendo utilizadas no Carangola, na 24 de Maio e na Alexandre Fleming, São Estruturas Metálicas Com Objetivo de Proteger Todas as Casas Abaixo, Caso Aconteça:
* Um Escorregamento de Blocos de Rochas ou de Materiais Maciços.
Esse material é Comprado na Suíça e Entregue no Porto do Espírito Santo, de Onde é Enviado a Petrópolis em Carretas.
As Obras Têm Como Principal Objetivo Salvar Vidas”, explicou o Secretário de Obras, Aldir Cony.
Os Moradores de Áreas Próximas das Obras Elogiaram as Intervenções. “Está Sendo Um Trabalho Muito Bom para a Comunidade Toda, porque Quando Chovia Todo Mundo Ficava com Medo.
É bom porque Ficamos Preocupados Com os Vizinhos Também”, disse o Feirante Jorge Eduardo Oliveira, de 39 anos, que Mora desde que nasceu na Servidão 3, na parte de baixo da Contenção do Vale do Carangola. A Área, que Registra um Histórico de Escorregamentos de Rochas, Apresentava Um Alto Risco Geológico e, por isso, Foi Escolhido para Essa Obra Preventiva. “O Plano Municipal de Redução de Riscos Apontava Risco de Novos Escorregamentos”, confirmou Aldir.
“Quando Chovia, dava muito medo. Era Muita Água que Descia. Melhorou bem com a Obra, porque Deu Bastante Segurança”, confirmou a Dona de Casa Luzia Martins, que mora há cerca de 60 anos na Rua Waldemar Vieira Afonso, também na região.
Petrópolis Também Será Beneficiada Com Outras Nove Obras, que Fazem Parte do Segundo e do Terceiro lotes do PAC Encostas.
Três Intervenções Já Foram Iniciadas - Atílio Maroti, Comunidade do Neylor e Capitão Paladini. Também Serão Contempladas: Brigadeiro Castrioto; Rua Amaral Peixoto, no Quitandinha; Morro dos Ferroviários, no Alto da Serra; Alto Bataillard, na Mosela; Rua Eugênio Werneck, no Morin; e Morro do Veludo, no Duarte da Silveira.






Referências:
http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/2662-primeira-fase-do-pac-das-encostas-ser%C3%A1-conclu%C3%ADda-ainda-neste-ano.html
http://diariodepetropolis.com.br/Destaque.aspx?c=00003
https://www.facebook.com/defesacivilpetropolis
http://www.petropolis.rj.gov.br/dfc/