quinta-feira, 2 de julho de 2015

FIRJAN Realiza Seminário de Ação Ambiental

             Ação Ambiental - ministro Everton Lucero

As perspectivas otimistas do Brasil sobre o fechamento de um acordo internacional durante a 21ª Conferência das Partes (COP 21), que reunirá 196 países no final do ano, foram apresentadas no Seminário Ação Ambiental, promovido pelo Sistema FIRJAN


A avaliação foi feita pelo chefe da Divisão de Clima, Ozônio e Segurança Química do Itamaraty, o ministro Everton Lucero. Segundo ele, o país já apresentou propostas concretas que visam um acordo efetivo, ambicioso e justo.

"Não estamos reinventando a convenção do clima. Queremos que ela seja fortalecida para atingir seu objetivo plenamente. Não podemos tomar decisões que tenham impactos negativos para a competitividade industrial e para o comércio. Precisamos não de uma perspectiva ambiental apenas, mas de um projeto de desenvolvimento que envolva todas as áreas do país", ressaltou o ministro.

presidente do Conselho Empresarial de Meio Ambiente do Sistema FIRJAN, Isaac Plachta, destacou a importância dos temas debatidos no evento. 

“O seminário dá continuidade à nossa cultura de respeito ao meio ambiente e nosso foco na sustentabilidade da indústria. Discutimos temas ambientais que pedem atenção da sociedade e da indústria, demandando, cada vez mais, ação, solução e adaptação”.


Uso Eficiente da Água:



gestão eficiente da água na indústria foi o tema do segundo dia do seminário. Segundo levantamento do Sistema FIRJAN, o setor industrial, responsável por 827 mil empregos diretos, vem fazendo sua parte: nos últimos dois anos, 56,7% das indústrias fluminenses adotaram ações de racionalização do uso da água, o que levou a uma redução de 25,6% no gasto de água nesse período.

Cases sustentáveis que evidenciam essa economia foram apresentados, como o Aquapolo Ambiental, maior empreendimento para a produção de água de reúso industrial na América do Sul e quinto maior do planeta. 
O projeto fornece 650 litros por segundo de água de reúso para o Polo Petroquímico da Região do ABC Paulista, em São Paulo, e economiza por mês 2,58 bilhões de litros de água potável. 

Também foram apresentados cases da Casa da Moeda e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A ideia foi debater sobre os projetos existentes para incentivar a criação de novas iniciativas sustentáveis no estado do Rio.

Premiação para Práticas Sustentáveis:

Para valorizar boas práticas ambientais de indústrias do estado do Rio, o Sistema FIRJAN promoveu a terceira edição do Prêmio FIRJAN Ação Ambiental
A premiação reconhece o aprimoramento das indústrias fluminenses de todos os portes em processos produtivos, implantação de projetos socioambientais e iniciativas que vão além das obrigações legais em prol da sustentabilidade. 

Foram Contemplados Projetos em Cinco Categorias:


- Gestão de Água e Efluentes: Stam Metalúrgica com o aproveitamento de águas pluviais para fins econômicos, ambientais e sociais.

- Biodiversidade: Instituto Vital Brazil com a recuperação ambiental de áreas degradadas e restauração ecológica com espécies nativas.

- Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEEs) e Eficiência Energética: Fetranspor com a redução das emissões de CO2 no Setor de Transporte Rodoviário do estado do Rio.
- Gestão de Resíduos Sólidos: Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) com a reciclagem de resíduos de construção e demolição.
- Relação com Públicos de Interesse: Arteris Autopista Fluminense com um projeto de integração e conscientização da comunidade, atingindo principalmente alunos da região.
Além dos projetos vencedores, a empresa Bio Bureau ganhou menção honrosa com uma metodologia para acelerar a identificação da biodiversidade. O projeto piloto na Bacia de Campos demonstrou a capacidade de caracterizar grandes áreas em 1/10 do tempo atual, com a identificação de 10 vezes mais espécies.
Por hoje é só! Fiquem a vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões.








Referências:
http://www.firjan.org.br/data/pages/2C908CEC4D59224F014E49F7A4C51D62.htm