quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Entendendo o Acompanhamento e Informações Públicas S2ID - Parte 2/2

             Resultado de imagem para espiao

Darei continuidade com o Segundo e Último Post, caso não tenham visto o primeiro volte lá e depois retorne para cá.

Informações Públicas:


Este espaço, que é encontrado na página principal do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), dispõe de quatro ferramentas de acesso público, São Elas: 

* Banco de dados;

* Arquivo digital;

* Biblioteca virtual; e 

* Atlas Brasileiro. 

Essas Ferramentas Serão Explicadas a Seguir: 

Banco de Dados:



A opção “Banco de Dados” é a ferramenta de busca de informações de ocorrência de desastres no Brasil, por data, região e tipificação. 

Está incluída nesse item a base histórica resultante do levantamento feito no projeto Planejamento Nacional para Gestão do Risco (PNGR) realizado pelo CEPED UFSC e a SEDEC. 


Essa opção está disponível à sociedade, sem a necessidade do uso da senha de acesso, na opção “Banco de dados” no portal de acesso ao Sistema S2ID.

Ao clicar no botão, você será direcionado para a tela de seleção, na qual terá as seguintes opções: 

* Selecione o tipo da COBRADE; 

*  Período; 

* Selecione o critério de pesquisa; 

*  Selecione o dano; e

* Estados.

Primeiramente, você deverá selecionar o tipo da COBRADE, nessa opção, será possível analisar todas as tipologias de desastres juntas ou um desastre por pesquisa.

O próximo passo consiste em informar o período de análise, assim, você deverá selecionar a data inicial e a data final.

Na sequência, você deve selecionar o critério do período, que apresenta as Seguintes Opções: 

* Data de ocorrência;

* Data do Decreto Estadual;

*  Data do Decreto Municipal;

* Data de publicação da Portaria; e 

* Número do Diário Oficial.

Se você escolher o critério de pesquisa Número do Diário Oficial, aparecerá na tela a opção para colocação no número da DOU (Diário Oficial da União).

Na sequência, você deve selecionar o dano, que Possuem as Opções: 

* Selecionar todos; 

* Mortos; 

* Feridos; 

* Enfermos; 

*  Desabrigados; 

*  Desalojados; 

* Desaparecidos; e 

*  Outros afetados.

Após selecionar uma das opções, você deve clicar no Estado para que seja gerado o mapa com as informações. como exemplo, a pesquisa utilizou no tipo da COBRADE. 

Todas as tipologias de desastres, no período de 01/01/2011 a 05/09/2014, o critério da pesquisa foi Data de ocorrência e o dano foi Selecionar todos no Estado de Amazonas.

Note, que abaixo do mapa aparece uma legenda indicando as cores referentes à quantidade de ocorrências em determinado Município. 

* A cor amarela representa um registro;

* A Cor laranja representa dois registros; e 

* A Cor vermelha representa três ou mais. 

Mais abaixo aparece, também, uma lista com os registros encontrados por Municípios e a quantidade de ocorrências do desastre. 

Para verificar os registros por Município, basta clicar no Município escolhido, utilizaremos, por exemplo, o Município de Barreirinha.

Após isso, se abrirá uma nova tela, que exibe a quantidade de registros em três tipos de ocorrências do Município de Barreirinha: 

* Desabrigados;

*  Desalojados; e 

* Outros, nas respectivas datas.

É importante salientar, que a numeração representa a quantidade de telas com outros registros. 

Para acessar as demais telas, basta clicar no número referente à tela desejada ou nos botões à direita para mudar de tela. 

Para fechar esta tela, basta clicar no botão “Fechar”. 

No final da tela dos registros encontrados, você terá a opção de exportar os dados para o computador, no formato Excel.

Ao clicar no Botão “Exportar para: ”, você terá a opção de salvar o arquivo, em formato Excel, dos dados pesquisados.

Assim, para que você possa salvar o documento no computador, basta escolher a pasta de destino e clicar em “Salvar”.

Arquivo Digital:



O Arquivo digital é a ferramenta de pesquisa, em documentos digitalizados sobre desastres registrados de 1940 a 2012. Para acessar essa ferramenta, clique na tecla Arquivo digital.

Ao clicar na tecla Arquivo digital, aparecerá a página. Ali estão incluídos todos os documentos levantados durante a execução do Planejamento Nacional para Gestão de Riscos (PNGR) de 1940 a 2012.

Para iniciar a pesquisa, será preciso incluir a data inicial e a data final.

Após isso, você deverá escolher primeiramente o Estado para depois escolher o Município clicando nos respectivos campos.

Para a escolha do Município, tomamos como exemplo a escolha do Estado do Ceará. 

O próximo passo é a escolha do documento. Para isso, basta clicar no campo “Documento” para escolher o documento disponível. 

Seguindo a pesquisa, podemos escolher o desastre. 

Após esses passos, basta clicar em “Pesquisar”. Tomamos como exemplo de uma pesquisa, com data inicial: 01/01/2000 e data final: 01/01/2010, Estado: Ceará, Município: Fortaleza, Documento: Avadan e Desastre: 12302. Enxurradas ou inundações bruscas. 

A resposta da pesquisa apresenta a Data do Evento, Código/Município, Estado, Documento, Evento e Arquivo. 

Para abrir os documentos apresentados, basta clicar em “Abrir”, conforme indicado pela seta. Assim, se abrirá um documento em formato PDF. 

Biblioteca Virtual: 


A ferramenta Biblioteca virtual possibilita a consulta de acervo de títulos referentes à área de gestão de riscos e desastres.

Ao clicar na tecla Biblioteca virtual, aparecerá a página. Ali estão incluídos todos os documentos levantados durante a execução do Planejamento Nacional para Gestão de Riscos (PNGR) de 1940 a 2012.

Para iniciar a consulta, basta clicar em “Buscar por:” e escolher as opções Livre, Autor, Título e Assunto. 

Depois escolher o “Tipo de Obra” e o Ano de publicação. Para obter o resultado da pesquisa, basta clicar em “Buscar”. A tecla “Limpar Campos”, ao ser clicada, limpará todos os campos de pesquisa.

Atlas Brasileiro:


A ferramenta Atlas Brasileiro possibilita o acesso a todos os volumes da primeira e da segunda edição do atlas.

Ao clicar na tecla Atlas Brasileiro, aparecerá a página. Ali estão todos os volumes da primeira edição do atlas, que representa os dados de desastres do período de 1991 a 2010. 

Caso você queira visualizar os volumes da segunda edição, que representa os dados de desastres do período de 1991 a 2012, basta clicar em “Clique aqui para a segunda edição”.

Ao escolher o volume escolhido, basta clicar na tecla específica que o arquivo em formato PDF se abrirá.


Por hoje é só! Espero você no Próximo Post. Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões. Vejo Vocês em Breve. Até........






Referências:
http://s2id.mi.gov.br/
http://avea.labgestao.ufsc.br/defesacivil/course/view.php?id=14
http://www.mi.gov.br/defesa-civil/s2id