quinta-feira, 15 de maio de 2014

Estudantes da Escola Marcello Alencar Participam de Teste Mensal por Sirenes da Defesa Civil de Petrópolis


Estudantes da Escola Marcello Alencar participam de teste mensal das sirenes da Defesa Civil
Estudantes da Escola Municipal Governador Marcello Alencar, no Espírito Santo, acompanharam nesta quinta-feira (10/4) o teste mensal das sirenes realizado pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil. Duas alunas do 9º ano do ensino fundamental acionaram as sirenes remotamente, pela internet, e os demais puderam acompanhar o processo. A iniciativa da Prefeitura busca aproximar cada vez mais a Defesa Civil das comunidades e dos jovens, para que a população se conscientize dos riscos relacionados às chuvas e se previna de desastres naturais.
O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, participou do teste, que acontece todo dia 10, às 10h. Ele explicou que o exercício mensal de acionamento das sirenes foi levado para a Escola Municipal Governador Marcello Alencar para que os jovens se envolvam nas ações de Defesa Civil e ajudem a conscientizar os pais.
“A melhor forma de termos uma cidade mais segura é investir nos jovens. O adulto é muito difícil de mudar. No Japão, as crianças sabem o que fazer se acontecer algo, como terremotos, por exemplo. A nossa intenção é que cada jovem fale com os pais sobre a importância de sair de casa quando a sirene for acionada, da necessidade de colocar calha no telhado, de não jogar lixo no chão para não entupir bueiros, entre outras medidas simples”, disse o secretário Rafael Simão.
A escola fica no Quitandinha, região com alto índice pluviométrico. Por isso, a determinação do prefeito Rubens Bomtempo é que sempre sejam realizadas ações de prevenção no bairro. Em 2013, a Prefeitura criou Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs) no Amazonas, Espírito Santo e Rio de Janeiro, capacitando moradores dessas comunidades para que atuem como voluntários da Defesa Civil.
A diretora da escola, Bianca Lutz, elogiou a ação da Defesa Civil e lembrou os perigos das chuvas, já que uma comunidade próxima foi atingida em março de 2013. “Nós sentimos na pele o que aconteceu no ano passado. Nós perdemos dois alunos da escola, um de cinco anos e outro de nove. Por isso que sempre conversamos sobre a importância de participar dessas ações, porque moramos em um bairro com grande incidência de chuva”.
O objetivo do teste mensal é avaliar o funcionamento das 18 sirenes do Sistema de Alerta e Alarme para que possíveis falhas sejam comunicadas à empresa responsável pela manutenção. Nesta quinta-feira, somente a sirene do Amazonas apresentou falhas no acionamento remoto. A empresa responsável pela manutenção fez no mesmo dia os reparos necessários, e o equipamento já funciona normalmente. No acionamento manual, realizado pelos agentes das Unidades de Proteção Comunitária (UPCs), todas funcionaram perfeitamente.






Referências:

http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/2121-estudantes-da-escola-marcello-alencar-participam-de-teste-mensal-das-sirenes-da-defesa-civil.html