terça-feira, 27 de maio de 2014

Prefeitura do Rio de Janeiro Realiza Aula Inaugural do Segundo Ano do Projeto ‘Defesa Civil nas Escolas'


A Defesa Civil do Município do Rio de Janeiro, realizou na manhã desta terça-feira (29), às 9h, no CIEP Samuel Wainer, na Tijuca, Zona Norte, aula inaugural do segundo ano letivo do projeto ‘Defesa Civil nas Escolas', que inclui na grade escolar da Rede Municipal de Ensino do Rio temas voltados para a redução de riscos, desastres e acidentes. O projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Cruz Vermelha Brasileira e foi baseado no artigo 29 da Lei Federal 12.608. No ano passado, 2.500 alunos de 71 turmas do 5º ano de escolas municipais participaram do projeto. Esse ano, serão contemplados mais de 2.600 alunos de 77 turmas de 31 escolas que funcionam em turno único.

 

Aula inaugural do Projeto Defesa Civil nas Escolas - CIEP Samuel Wainer - Foto: Daniel Coelho
 
 
 
Durante o evento os alunos das novas turmas participaram de atividades educativas com as equipes da Defesa Civil e da Cruz Vermelha, exposição dos equipamentos e veículos, assistiram a apresentação de capoeira e do grupo cultural ‘Todos Juntos e Misturados', formado por alunos do CIEP, que trabalha com percussão, dança e coral. A aluna Ana Carolina, que cursou a disciplina no ano passado, explicou aos colegas o que aprendeu nas aulas: "Passei a entender o que é o processo de prevenção para evitar desastres, como preservar as árvores para não provocar deslizamentos de terra e não jogar lixo nas ruas para não entupir bueiros e causar alagamentos", contou a menina de 12 anos.

 
Os professores foram capacitados para ministrar as aulas e receberam um caderno elaborado pela Defesa Civil em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação e a Cruz Vermelha Brasileira. Na biblioteca de cada escola, haverá um livro com conteúdo mais denso e completo para servir de apoio para os professores. No início das aulas, os alunos também receberão material didático.
 
 

Ao todo, serão quatro módulos, divididos por bimestre, onde serão abordados os seguintes temas: Defesa Civil e Prevenção de Acidentes Domésticos; Educação Ambiental e Desastres Naturais; Primeiros Socorros; Chuvas e suas consequências na cidade do Rio de Janeiro. No fim dos quatro semestres, os alunos participarão de um exercício simulado para aplicarem na prática os conceitos aprendidos.
 

 
"O projeto Defesa Civil nas Escolas foi pioneiro no país a implantar a disciplina Defesa Civil na grade escolar da rede municipal de ensino e os resultados foram muito positivos. As aulas melhoram a percepção dos alunos e hoje, crianças com faixa estaria entre 9 e 10 anos estão orientando os pais e se tornando multiplicadores das informações que aprendem na escola, ajudando a evitar acidentes em casa e minimizar os riscos nas localidades ondem moram", comenta o secretário de Conservação e Serviços Públicos, Marcus Belchior. 


 

 
"Gostaria de parabenizar a Prefeitura do Rio, a Secretaria de Conservação, ao Centro de Operações e todos os órgãos que realizam o trabalho de prevenção, que fez com que a cidade se tornasse referência para outros municípios e países, pois pela primeira vez a proteção civil e a assistência humanitária fazem parte do dia a dia da cidade, tornando as comunidades mais fortes e preparadas. Mas nenhum desses órgãos tem tanta importância quantos os alunos que transferem seus conhecimentos para que suas famílias não sofram nenhum mal ou grandes riscos em situações mais críticas", mencionou o secretário estadual de Defesa Civil e comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sérgio Simões.
 
 
Atualmente, 17% dos alunos da rede municipal são atendidos em turno único. O programa funciona em 156 escolas. Nestas unidades, os alunos têm mais tempo de aula de Português, Matemática e Ciências. Pelo programa, as escolas do 1º ao 6º anos têm sete horas de aulas e duas horas a mais para atividades de Reforço Escolar, artes e esportes. Já as unidades que atendem alunos do 7º ao 9º anos têm oito horas de aulas e uma a mais no pós-escola. Uma das principais metas da Prefeitura para os próximos quatro anos é alcançar a cobertura de 35% dos alunos ao final de 2016, todas com disciplina da Defesa Civil na grade escolar.
 
 
Participaram do evento o secretário de Conservação, Marcus Belchior, o subsecretário de Defesa Civil, Márcio Motta, o secretário estadual de Defesa Civil e comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sérgio Simões, o cônsul geral do Japão no Rio de Janeiro, país referência mundial em projetos para a redução de riscos de desastres, Yasushi Takase, além de representantes da Secretaria Municipal de Educação e da Cruz Vermelha.







Referências:
http://www.rio.rj.gov.br/web/defesacivil/exibeconteudo?id=4708556