sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Como as Comunidades Devem Agir em Situações Com Produtos Perigosos

         

Primeiro, Vamos Entender O Que São Produtos PerigososÉ todo Produto Relacionado na Resolução Nº 420/04 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que represente risco para a saúde das pessoas, para a segurança pública ou para o meio ambiente. 

A Resolução esclarece, além das informações gerais, os números e o risco, a classe de risco, o risco subsidiário dos produtos.


* Outras Definições de Produtos Perigosos:


  • São todos os produtos que possuem a capacidade de causar danos às pessoas, aos bens e ao meio ambiente (Glossário de Termos SEDEC/MI – Adotado no Brasil – Decreto nº 96.044/1988);
  •  Todo o agente químico, biológico ou radiológico, que tem a propriedade de provocar algum tipo de dano às pessoas, aos Bens ou ao meio ambiente.
  • Qualquer substância ou mistura que, em razão de suas propriedades químicas, físicas ou toxicológicas, isoladas ou combinadas, constitui um perigo (Convenção Internacional do Trabalho nº 174/OIT).
Segundo, O Que é Transporte de Produtos Perigosos? É o deslocamento de uma produto perigoso de um ponto para outro com técnicas e cuidados especiais.

Terceiro, Como São Identificados Os Produtos Perigosos? Os veículos que transportam produtos perigosos são identificados pelo uso de um retângulo de cor laranja, de tamanho 30×40 cm, chamado painel de segurança afixado nas laterais, na frente e na traseira e em alguns casos pelo porte de um losango de tamanho 30×30 cm, de cores e desenhos variados, chamado rótulo de risco, afixado nas laterais e traseira.

Observe que os veículos que transportam combustível para os postos e gás de cozinha para as residências, possuem esses símbolos.

Observe também que não são apenas os caminhões tanque que transportam produtos perigosos. Os caminhões de carroceria aberta e fechada transportam tambores, bombonas, botijões e cilindros.

Os rótulos de risco identificam a classe de risco do produto e os painéis de segurança, através de números identificam seus riscos e o produto transportado.

Quando o painel de segurança não portar números, significa que no veículo encontram-se vários produtos embalados.

Quarto, Como é a Classificação dos Produtos Perigosos? A classificação adotada para os produtos considerados perigosos, feita com base no tipo de risco que apresentam e conforme as Recomendações para o Transporte de Produtos Perigosos das Nações Unidas, sétima edição revista, 1991, compõe-se das seguintes classes, definidas nos itens 1.1 a 1.9:

Tabela 1 – Classificação ONU dos Riscos dos Produtos Perigosos
 
Classificação
Subclasse
Definições
Classe 1
Explosivos
1.1Substância e artigos com risco de explosão em massa.
1.2Substância e artigos com risco de projeção, mas sem risco de explosão em massa.
1.3Substâncias e artigos com risco de fogo e com pequeno risco de explosão ou de projeção, ou ambos, mas sem risco de explosão em massa.
1.4Substância e artigos que não apresentam risco significativo.
1.5Substâncias muito insensíveis, com risco de explosão em massa;
1.6Artigos extremamente insensíveis, sem risco de explosão em massa.
Classe 2
Gases
2.1Gases inflamáveis: são gases que a 20°C e à pressão normal são inflamáveis quando em mistura de 13% ou menos, em volume, com o ar ou que apresentem faixa de inflamabilidade com o ar de, no mínimo 12%, independente do limite inferior de inflamabilidade.
2.2Gases não-inflamáveis, não tóxicos: são gases asfixiantes, oxidantes ou que não se enquadrem em outra subclasse.
2.3Gases tóxicos: são gases, reconhecidamente ou supostamente, tóxicos e corrosivos que constituam risco  à saúde das pessoas.
Classe 3
Líquidos Inflamáveis
-Líquidos inflamáveis: são líquidos, misturas de líquidos ou líquidos que contenham sólidos em solução ou suspensão, que produzam vapor inflamável a temperaturas de até 60,5°C, em ensaio de vaso fechado, ou até 65,6ºC, em ensaio de vaso aberto, ou ainda os explosivos líquidos insensibilizados dissolvidos ou suspensos em água ou outras substâncias líquidas.
Classe 4
Sólidos Inflamáveis; Substâncias sujeitas à combustão espontânea; substâncias que, em contato com água, emitem gases inflamáveis
4.1Sólidos inflamáveis, substâncias auto-reagentes e explosivos sólidos insensibilizados: sólidos que, em condições de transporte, sejam facilmente combustíveis, ou que por atrito possam causar fogo ou contribuir para tal; substâncias auto-reagentes que possam sofrer reação fortemente exotérmica; explosivos sólidos insensibilizados que possam explodir se não estiverem suficientemente diluídos.
4.2Substâncias sujeitas à combustão espontânea: substâncias sujeitas a aquecimento espontâneo em condições normais de transporte, ou a aquecimento em contato com ar, podendo inflamar-se.
4.3Substâncias que, em contato com água, emitem gases inflamáveis: substâncias que, por interação com água, podem tornar-se espontaneamente inflamáveis ou liberar gases inflamáveis em quantidades perigosas.
Classe 5
Substâncias Oxidantes e Peróxidos Orgânicos
5.1Substâncias oxidantes: são substâncias que podem, em geral pela liberação de oxigênio, causar a combustão de outros materiais ou contribuir para isso.
Classe 5
Substâncias Oxidantes e Peróxidos Orgânicos
5.2Peróxidos orgânicos: são poderosos agentes oxidantes, considerados como derivados do peróxido de hidrogênio, termicamente instáveis que podem sofrer decomposição exotérmica auto-acelerável.
Classe 6
Substâncias Tóxicas e Substâncias Infectantes
6.1Substâncias tóxicas: são substâncias capazes de provocar morte, lesões graves ou danos à saúde humana, se ingeridas ou inaladas, ou se entrarem em contato com a pele.
6.2Substâncias infectantes: são substâncias que contém ou possam conter patógenos capazes de provocar doenças infecciosas em seres humanos ou em animais.
Classe 7
Material radioativo
-Qualquer material ou substância que contenha radionuclídeos, cuja concentração de atividade e atividade total na expedição (radiação), excedam os valores especificados.
Classe 8
Substâncias corrosivas
-São substâncias que, por ação química, causam severos danos quando em contato com tecidos vivos ou, em caso de vazamento, danificam ou mesmo destroem outras cargas ou o próprio veículo.
Classe 9
Substâncias e Artigos Perigosos Diversos
-São aqueles que apresentam, durante o transporte, um risco  não abrangido por nenhuma das outras classes.



Quinto, Conhecendo o Conceitos de Acidente e Incidente com Produtos Perigosos? 


* Acidente com produtos perigosos - É o evento repentino e não desejado, em que há a liberação de substâncias químicas, biológicas ou radiológicas perigosas, em forma de incêndio, explosão, derrame ou vazamento, causando dano a pessoas, bens ou ao meio ambiente. 
* Incidente com Produtos Perigosos - É o evento repentino e não desejado, que foi controlado antes de afetar elementos vulneráveis (causar dano ou exposição às pessoas, bens ou ao meio ambiente). Também denominado de “quase acidente”.
                                                                                                                              Sexto, Quais São as Características Comuns dos Produtos Perigosos?  Seja um acidente ou incidente, as ocorrências com produtos perigosos possuem duas características que são comuns a esses produtos:
  • Extrapolação dos limites espaciais – Os produtos perigosos extrapolam os limites espaciais, porque sua ação não se restringe ao local onde ocorreu o acidente, uma vez que esses produtos podem, em função do seu estado físico, espalhar-se na forma de poeira, névoa ou nuvem de contaminantes, atingindo regiões maiores do que as originalmente atingidas.
  • Extrapolação dos limites temporais – Os produtos perigosos extrapolam os limites temporais, porque seus efeitos podem aparecer várias horas, dias ou anos após a exposição ao produto.

Sétimo, Para que Serve o Manual de Atendimento a Emergência da ABIQUIM?  O Manual foi desenvolvido pelo departamento de transporte dos Estados Unidos, sendo adaptado pela Associação Brasileira de Indústria Química (ABIQUIM) ao Brasil, visando direcionar os atendimentos às características dos produtos químicos que são produzidos e transportados em solo brasileiro.

O Manual está em observância com o ERG 2000 (Emergency Response Guidebook), sendo o mesmo aplicado nos Estados Unidos, Canadá e México. O conteúdo apresentado é baseado na 5ª edição do Manual de Emergência da ABIQUIM, de 2006.

O Manual de Emergências da ABIQUIM é uma fonte de informação inicial, somente para os primeiros 30 minutos do acidente. Utilize suas recomendações para orientar as primeiras medidas na cena de emergências, até a chegada de técnicos especializados, evitando riscos e a tomada de decisões incorretas.

Oitavo, Quantas Seções Possui Manual de Atendimento a EmergênciaO Manual para atendimento a emergência com produtos perigos possui cinco seções, São Elas:


  •  Branca
  • Amarela
  • Azul
  • Laranja
  • Verde

Seção branca: A seção branca aborda informações gerais acerca do Manual, bem como dados referentes aos números de risco e suas características, além da tabela de códigos de riscos.
Seção amarela: A seção amarela classifica os produtos perigosos pelo número da ONU (Organização das Nações Unidas), relacionando o número ao nome do mesmo, atribuindo com isso a sua classe de risco e a respectiva guia de emergência. Nesta seção estão organizados os produtos perigosos em ordem numérica crescente, de acordo com a designação da ONU.
Seção azul: A seção azul identifica o produto pelo seu nome comercial, servindo para associar o produto à sua respectiva guia de emergência e ao número da ONU.
Seção laranja: A seção laranja é composta basicamente de guias, sendo estas denominadas de guias de emergência, pois compõem todos os procedimentos que devem ser adotados em um acidente com produtos perigosos.
Seção verde: A seção verde relaciona:

  • Tabelas de distância para isolamento e proteção inicial;
  • Produtos perigosos que reagem com água;
  • Fatores que podem alterar as distâncias de proteção;
  • Prescrições relativas à tomada de decisão para ações de proteção;
  • Fundamentos para isolamento e evacuação; e
  • Classificação do tamanho de vazamentos.

Nono, Como Adquirir o Manual da ABIQUIM? Em sua 5ª edição, o Manual para Atendimento a Emergências relaciona cerca de 2 mil produtos químicos, por ordem alfabética e por número de classificação de risco da ONU, informando ações emergenciais a serem adotadas em acidentes com produtos químicos. Publicação atualizada em 2006.

Este poderá ser solicitado diretamente no site da ABIQUIM, entre em contato com a Defesa Civil Estadual ou com a Regional de Defesa Civil Mais próxima a você.

Décimo, Quais São as Perguntas mais frequentes? 
1)Quais os procedimentos em situação de emergência?
O principal aspecto a ser considerado durante o atendimento de um acidente que envolva produtos perigosos diz respeito à segurança das pessoas envolvidas. Para tanto, especialmente se você for o profissional de primeira resposta, adote os seguintes procedimentos:
1º passo: Aproxime-se da cena de emergência com cuidado, tendo o vento pelas costas. Caso você não possua os equipamentos de proteção individual - EPI - indicados como adequados, mantenha-se afastado de derramamentos, vapores, gases e fumaça em uma distância mínima de 100 m;
2º passo: Evite qualquer tipo de contato com o produto;
3º passo: Identifique o Produto Perigoso - PP, através do rótulo de risco e painel de segurança;
4º passo: Isole o local do acidente impedindo a entrada de qualquer pessoa;
5º passo: Solicite a presença do socorro especializado:  Corpo de Bombeiros – 193;  Defesa Civil Municipal – 199; Polícia Rodoviária Federal – 191
6º passo: Determine as ações iniciais de emergência, recomendadas no Manual de Emergências da ABIQUIM    

 2) Como Identificar o Rótulo de Risco? É o Losango que representa símbolos e/ou expressões emolduradas, referentes à classe do produto perigoso.Ele é fixado nas laterais e na traseira do veículo de transporte. Os rótulos de risco possuem desenhos e números que indicam o produto perigoso. Quanto à natureza geral, a cor de fundo dos rótulos é a mais visível fonte de identificação da classe de um produto perigoso.
As Cores de Fundo Significam: 
CORES
SIGNIFICADO
 Vermelho
 Inflamável
 Verde
 Gás não inflamável
 Laranja
 Explosivo
 Amarelo
 Oxidante
 Preto/Branco
 Corrosivo
 Amarelo/Branco
 Radioativo
 Vermelho/branco listado
 Sólido Inflamável
 Azul
 Perigoso quando molhado
 Branco
 Tóxico e substância infectante

Por hoje é só! Mas daremos continuidade nesse Assunto. Fiquem a Vontade para Curtir, Compartilhar, Twittar, Fazer Comentários ou Dar Sugestões. Vejo Vocês em Breve. Até........













Referências:
http://www.ocarreteiro.com.br/pages.php?recid=43
http://www.produtosperigosos.com.br/home.php
http://defesacivil.to.gov.br/produtos-perigosos/
http://www.bvsde.paho.org/tutorial1/p/clasiden/