sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Defesa Civil de Petrópolis Participa de Viodeconferência Com Técnicos Japoneses

               

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil Participou de Uma Videoconferência Com Técnicos Japoneses para Debater os Próximos Passos para a Elaboração de Novos Protocolos de Acionamento das Sirenes em Petrópolis.
Como a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) havia sugerido no início do mês, Petrópolis Precisa de Mais de Um Protocolo de Acionamento das Sirenes, ou seja, para Acionar o Sistema de Alerta e Alarme, a Defesa Civil Deverá Levar em Conta, Além da Intensidade das Chuvas, as Características do Solo da Região e do Padrão Construtivo Local.
Na Prática, isso Quer Dizer que o Toque das Sirenes em Determinada Região pode ser necessário ainda que com Volume de Chuva Menor do que em Outra, onde a Sirene Não Foi Acionada.
O Debate faz Parte da Parceria Entre Governo Federal e Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) para a Redução de Desastres das chuvas em Petrópolis, Nova Friburgo e Blumenau (SC). 
Participaram da Videoconferência Representantes dos Três Municípios, da Jica e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), de São José dos Campos, ligado ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação.
Petrópolis Foi Representada pelo Diretor Técnico da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Engenheiro Ricardo Branco.
Em Um Primeiro Momento, Técnicos da Jica Irão Formular Uma “Curva de Chuvas”, Com Base no Desastre das Chuvas de Março de 2013.
Trata-se de Um Gráfico Com o Cruzamento de Dois Dados, São Eles: 
* Acumulado de Chuvas no Período de Uma Hora e Acumulado de Chuvas Durante Um Evento Chuvoso.
Com Esse Gráfico Será Possível Apontar Com Mais Clareza a Quantidade de Chuva Necessária Para Gerar Deslizamentos em Cada Região.
Para Facilitar o trabalho da Jica, a Defesa Civil Disponibilizará para os Técnicos da Japoneses Dados Detalhados Sobre as 470 Ocorrências Registradas Entre 17 e 18 de Março de 2013.
Para Cada Ocorrência Serão Apontados Data, Hora, Local e Tipo do Evento.
A Parceria com a Jica Começou em 2013 e Terá Quatro Anos de Duração.
Ao fim deste período, Serão Produzidos Manuais Com Orientações Para os Três Municípios Sobre:
* Alertas Antecipados, Mapeamento de Risco e Planejamento Urbano.
“Com pouco mais de Um Ano de Parceria, já Avançamos Muito. Os Técnicos da Jica Estão dando Contribuições Extremamente Importantes”, lembrou o Secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.






Referências:
http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/2743-defesa-civil-participa-de-viodeconfer%C3%AAncia-com-t%C3%A9cnicos-japoneses.html
https://www.facebook.com/defesacivilpetropolis
http://www.petropolis.rj.gov.br/dfc/