quinta-feira, 16 de outubro de 2014

SEDEC-RJ Participa da Oficina Regional DIPECHO América do Sul

Foi realizada em Bogotá, Colômbia, entre os dias 30 de setembro e 02 de outubro, a Oficina Regional DIPECHO América do Sul. O Programa DIPECHO (Preparação para Desastres ECHO) teve seu início em 1996 e concentra suas ações na tentativa de reduzir a vulnerabilidade da população diante os desastres de origem natural, tendo como objetivo, tornar estas populações mais preparadas e protegidas contra os desastres.

Assim, busca assegurar que a redução do risco se converta em uma parte integral da política de desenvolvimento sustentável, devendo participar ativamente governo, sociedade civil e parceiros da iniciativa privada.

O atual Plano de Ação DIPECHO 2013-2014 para a América do Sul se concentra em reduzir a vulnerabilidade, aumentar a capacidade de reação local e possibilitar que a preparação comunitária influa nas instituições para que possam enfrentar futuros fenômenos extremos. 

Atualmente, ele envolve Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Perú e Venezuela.

Como parte das atividades de encerramento do atual Plano de Ação, o Departamento de Ajuda Humanitária e Proteção Civil da Comissão Europeia, junto com a Unidade Nacional para a Gestão de Risco de Desastre da Colômbia (UNGRD) e os sócios regionais do atual plano de ação organizaram a Oficina Regional DIPECHO América do Sul 2014.

Foi um espaço em que todos os atores puderam dialogar, refletir e trocar experiências sobre o avanço da região, em matéria de redução de riscos a desastres.

Com a participação do Cel BM Luis Guilherme, Superintendente Operacional de Defesa Civil e da Analista de Redução de Risco de Desastres da CARE-Brasil, Roberta Dutra, diversos trabalhos de defesa civil desenvolvidos em nosso Estado, focados em redução de riscos, foram apresentados, incrementando a troca de experiências e o aperfeiçoamento das ações em nível regional.

Graças a iniciativas como essa, hoje, o Estado do Rio já é reconhecido no cenário internacional como um exemplo a ser seguido,  nas áreas de preparação e prevenção a desastres.

“O evento UNISDR - DIPECHO, em Bogotá, está sendo excelente, pois estamos mostrando ao mundo, e principalmente aos países da America Latina, os nossos projetos de Proteção Comunitária, mas acima de tudo, estamos formando redes internacionais de intercâmbio”, acrescentou o Superintendente.

Durante o evento, foram acertadas visitas da Defesa Civil do Peru, Equador, Argentina e Bolívia ao Rio de Janeiro, para conhecerem o Sistema de Alerta e Alarme, o Projeto UPC e o CEMADEN-RJ.

A participação da Secretaria de Defesa Civil do Rio de Janeiro foi de fundamental importância, pois lá se identificaram os fatores que servirão de insumo para definir as prioridades do próximo Plano de Ação DIPECHO 2014-2015, garantindo papel ativo da Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro no planejamento das ações de defesa civil no bloco.



                                  
Reunião estratégica com Cel Luis Guilherme, o Dr Ricardo Mena (Chefe do Escritório  na Região da América Latina da UNISDR), Sra. Ivethe Morena (Coordenadora de Gestão de risco de Desastres da UNISDR para a Colômbia)

                                  

Apresentação do Dr Ricardo Mena sobre a Conferência Global de Redução de Riscos em Sendai.

                                 

Plenária de abertura do Evento da UNISDR-DIPECHO em Bogotá.









Referências:
http://www.suop.defesacivil.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=291:dipecho&catid=50:noticias-suop
http://www.cbmerj.rj.gov.br/
http://www.dgdec.defesacivil.rj.gov.br/
http://www.esdec.defesacivil.rj.gov.br/
http://cemadenrj.defesacivil.rj.gov.br/
http://www.rio.rj.gov.br/web/defesacivil