terça-feira, 7 de outubro de 2014

Como as Comunidades Devem Agir em Situações de Incêndios Florestais

                     

Primeiro, Vamos Entender O Que é Um Incêndio Florestal? Um Incêndio Florestal, é a Propagação do Fogo, em Áreas Florestais e de Savana (Cerrados e caatingas), normalmente ocorre com Frequência e Intensidade nos períodos de estiagem e está intrinsecamente relacionada com a Redução da Umidade Ambiental.

Os incêndios florestais, também conhecidos como incêndios rurais, acontecem com frequência no período de estiagem, compreendido entre os meses de julho a outubro.
Muitas vezes o Incêndio Florestal é confundido com as queimadas controladas, que se tratam de uma prática agropecuária ou florestal onde o fogo é utilizado de forma racional e circunscrito, atuando como um fator de produção ou no manejo de combustível seco (vegetação) para evitar a propagação de incêndios florestais, mesmo sendo uma prática proibida pela lei Nº 4.771, DE 15 DE SETEMBRO DE 1965 art. 27: " É proibido o uso de fogo nas florestas e demais formas de vegetação."
Segundo, Quais São as Principais Causas do Fogo na Vegetação? 


        * Analfabetismo ambiental - Expressa o desconhecimento sobre os sistemas, as inter-relações e interdependências dos processos que asseguram a vida na Terra.
* Acidentais / Incidentais - Fogueiras mal apagadas, re-ignição, queda de balões, efeito lupa (raios solares convergem para um ponto após atravessar cacos de vidro, criando um foco de luz com muito calor), dentre outras.
 * Culturais / Comportamentais - Velas acesas deixadas em rituais religiosos, vandalismo, utilização do fogo para caça (ainda usado por alguns  povos), etc.
 * Expansão das áreas rurais - Desmatamentos e estabelecimento de mais áreas rurais, renovação de pastagens e o desconhecimento das técnicas de prevenção e dos fatores que influenciam o comportamento do fogo durante a prática de queimadas.
 * Fenômenos naturais - Alguns incêndios florestais são iniciados por raios, representando cerca de 11%  das ocorrências de fogo na vegetação.
 * Extrativismo - Por descuidos, fogueiras mal apagadas durante as atividades de exploração dos recursos naturais (caça, pesca, retirada de madeira, coleta de frutos), terminam causando incêndios florestais.
                                                                                                                    Terceiro, Quais São os Fatores que Contribuem para os Incêndios FlorestaisO comportamento do fogo em um Incêndio Florestal, ou seja, como se comporta o fogo no terreno em que esta sendo afetado (forma, velocidade, direção, energia calórica liberada, dinamismo de coluna convectiva) depende de características da área afetada, representadas pelos seguintes fatores: 
* Climático - Baixa precipitação de chuvas e umidade relativa do ar baixa favorece o início do fogo na vegetação.
* Topográfico - Quanto mais acidentado for um terreno (aclives e declives) mais rapidamente o fogo se alastra.
* Tipo de combustível - A combustão e a propagação do fogo também dependem do material que está sendo queimado ( troncos, galhos, folhas), dentre outros.  
Quarto, Quais São os Danos Causados pelos Incêndios FlorestaisOs incêndios florestais causam: 

* Os Danos Materiais:


>> Destruição das árvores em fase de crescimento ou em fase de utilização comercial, reduzindo a produção de madeira, celulose, essências florestais e outros insumos;

>> Redução da fertilidade do solo, como conseqüência da destruição da matéria orgânica reciclável obrigando a um maior consumo de fertilizantes;

>> Redução da resistência das árvores ao ataque de pragas, obrigando a um maior consumo de praguicidas.

* Os Danos Ambientais:


>> Redução da biodiversidade;

>> Alterações drásticas dos biótopos, reduzindo as possibilidades de desenvolvimento equilibrado da fauna silvestre;

>> Facilitação dos processos erosivos;

>> Redução da proteção dos olhos d’água e nascentes.

* Os Danos Humanos:


>> Perdas humanas e traumatismos provocados pelo fogo ou por contusões;

>> Desabrigados e desalojados;

>> Redução das oportunidades de trabalho relacionada com o manejo florestal.

Quinto, Quais São as Perguntas mais frequentes? 
1) O que fazer para evitar um incêndio florestal?
  • Aplicação da lei;
  • Eliminação ou redução das fontes de propagação;
  • Construção e manutenção de aceiros,
  • Redução do material combustível,
  • Implantação de vegetação com folhagem menos inflamável;
  • Conhecimento de locais de captação de água para o abastecimento dos veículos usados no combate;
  • Adoção de medidas de vigilância seja ela fixa ou móvel;
  • Acionamento do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Ambiental e Brigada Municipal de combate a incêndio.
  • Aviso aos vizinhos da propriedade sempre que for realizar uma queima.
2) O que não fazer?
  • Combater um incêndio florestal sozinho;
  • Queimar sem autorização e orientação dos órgãos ambientais.
3) Onde é permitido o uso do fogo?
>> De acordo com o Decreto nº 2.905/1998 da Legislação Ambiental em seu art. 2º, é permitido o emprego do fogo em práticas agropastoris e florestas, mediante queima controlada.
4) E o que é queima controlada?
>> Segundo o parágrafo único do Decreto nº 2.905/1998, considera-se queima controlada o emprego do fogo como fator de produção e manejo em atividades agropastoris e florestais, e para fins de pesquisa científica e tecnológica, em áreas com limites físicos previamente definidos.
5) Onde é proibido o uso do fogo?
>> Segundo o Decreto nº 2.661/1998 da Legislação Ambiental em seu Art. 1º, é vedado o emprego do fogo nas florestas e demais formas de vegetação.









Referências:
http://redec-iv.defesacivil.rj.gov.br/modules.php?name=Content&pa=showpage&pid=127
http://www.defesacivil.sc.gov.br/index.php/gestao-desastres/como-agir-em-caso-de-desastres.html
http://defesacivil.to.gov.br/incendio-florestal/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Inc%C3%AAndio_florestal
http://www.jusbrasil.com.br/topicos/10571645/artigo-27-da-lei-n-4771-de-15-de-setembro-de-1965
http://www.jusbrasil.com.br/topicos/11769031/artigo-2-do-decreto-n-2661-de-08-de-julho-de-1998
http://www.dgdec.defesacivil.rj.gov.br/