quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Comissão das Chuvas Realiza Mais Uma Visita ao Vale do Cuiabá, em Petrópolis

            



A Comissão Especial de Acompanhamento das Chuvas de 2011 esteve reunida na manhã desta terça-feira (4) em mais uma visita técnica ao Vale do Cuiabá.

O encontro da Comissão, presidida pelo vereador Silmar Fortes (PMDB), contou com a presença da promotora do Ministério Público do Rio de Janeiro, Zilda Beck, da engenheira Rafaela Fachetti, do representante do CREA, Adacto Ottoni, dos representantes do DER, Rafael Agenor dos Santos e Nelson Marques, e da representante do Centro Alceu Amoroso Lima, Janaína Moebus.

Durante a vistoria das pontes a Comissão observou que as obras, com prazo de término para o dia 21 de outubro, não foram concluídas.

Os representantes do DER se comprometeram a finalizar as intervenções até o fim do mês de novembro.

O vereador Silmar Fortes ressaltou que a situação na localidade é preocupante.

- Vimos sinais de deterioração na foz do Rio Cuiabá. Com as chuvas do último sábado, o rio ficou bastante assoreado e com erosão nas encostas, inclusive nas laterais das pontes - disse.

Adacto Ottoni também verificou assoreamento na foz dos rios Piabanha e Santo Antonio.

- A situação é preocupante, mas não adianta a realização de dragagem se as erosões continuarem na bacia, deve-se melhorar a impermeabilidade do solo. Deve haver um programa de curto e médio prazo de reflorestamento, construção de barreiras de encostas para controlar a erosão e valas para infiltrar a água - alertou.

* Vereador lamenta ausência de representantes do município e morosidade na resolução dos problemas:

- Mais uma vez o Executivo Municipal não compareceu. 

Esse trabalho deveria ser realizado coletivamente e essa ausência compromete todo o processo. 

O verão está a caminho e, por exemplo, ainda não temos a garantia de que haverá um sistema de alerta e alarme, e de que ele funcionará na região. 

A demora do Inea em fazer o pagamento das indenizações dos moradores preocupa. 

Cobramos também a definição do destino dos terrenos. Um deles, localizado no bairro Mosela, foi doado pela Secretaria de Patrimônio da União à Caixa Econômica Federal e o Executivo Municipal deverá negociar sua apropriação com a Instituição. 

Aguardamos também o início das construções das unidades habitacionais no terreno de Benfica, doado para a prefeitura. 

Esses atrasos são decepcionantes, afinal de contas, nestes quatro anos, poucas respostas concretas foram dadas para os moradores daquela região - finalizou Silmar.

A próxima reunião da Comissão Especial de Acompanhamento das Chuvas de 2011 será realizada no próximo dia 18/11, terça-feira, às 13h30, na Câmara de Vereadores.










Referências:
http://diariodepetropolis.com.br/Destaque.aspx?c=00004