sexta-feira, 21 de novembro de 2014

RJ Terá Novos Núcleos Comunitários de Defesa Civil para Prevenir Catástrofes

            

A Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec-RJ) pretende investir no preparo da população e criar mais núcleos comunitários de Defesa Civil (Nudecs)  para atuar no apoio emergencial e na prevenção de catástrofes. 

No dia (19),  a Sedec-RJ, a organização não governamental (ONG) Care e o Escritório de Ajuda Humanitária da Comissão Europeia apresentaram resultados da atuação dos núcleos no estado.

Os Nudecs são grupos de voluntários compostos, principalmente, por jovens estudantes, radioamadores e comunicadores, que atuam como multiplicadores e promotores de práticas de redução de risco de desastres, ajudando na rápida retirada dos moradores e no acionamento das sirenes de alarme, além de promoverem o contato com ambulâncias e auxiliarem no resgate de pessoas soterradas em uma eventual calamidade.

Para escolher os locais onde serão criados os Nudecs, as entidades parceiras fizeram um mapeamento nos mais de 100 núcleos existentes no estado, localizados na:

* Região serrana, Baixada Fluminense, baixada litorânea, Costa Verde e nos municípios de Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana. 

De acordo com a Care, os Nudecs se concentram nessas regiões porque são consideradas as mais vulneráveis a desastres, seguindo recomendação da Política Nacional de Defesa Civil.

O secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, diz que a população tem um papel importante na prevenção de tragédias. 

“Em nenhum lugar do mundo, o Poder Público consegue atender a todas as demandas em situações de emergência. 

Para minimizar as catástrofes, é preciso também ter uma comunidade esclarecida, organizada, participativa e capaz de reagir”, disse. Em outubro, já houve o treinamento com populações em áreas de risco no estado.

Simões acrescenta que é preciso também contar com a ajuda das prefeituras. "É necessário estruturar os órgãos de Defesa Civil municipais, entendendo a necessidade de orçamento para ações de preparação das comunidades, além da qualificação dos quadros. Nós, do estado, não damos conta de agir a tempo nas 92 cidades do Rio em caso de situações de calamidade", disse.

Coordenadora de um Nudec, Cristina Rosário de Oliveira destaca as diferenças promovidas pelos núcleos. “Há cinco anos ninguém sabia como fazer nada, nem socorrer ou para que lado correr. Hoje temos cursos para aprendermos a nos cuidar nesse tipo de situação e estamos melhor estruturados. Entendemos melhor os problemas que podem acontecer", disse.

Segundo a ONG Care, a parceria para aumentar os Nudecs foi motivada pelo bom resultado da ação desses grupos, que contribuíram para que não houvesse registro de mortes nos municípios de Teresópolis e Nova Friburgo nas chuvas da região serrana em abril de 2012.







Referências:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-11/rio-tera-novos-nucleos-comunitarios-de-defesa-civil-para-prevenir-catastrofes
http://diariodepetropolis.com.br/integra/rio-tera-novos-nucleos-comunitarios-de-defesa-civil-para-prevenir-catastrofes-58982